<
Capit
ulo 9         
                Olho dentro do banheiro e vejo jack colocando suas luvas e olhando no espelho,ele ajeitando a gola acaba me percebendo no canto da porta.Ele vira o rosto rapidamente,parece ancioso.
-Lauren?!O que esta fazendo ai?Deu pra me vigiar agora?
-Ah...não,não!Eu so estava te olhando,você fica elegante com essa roupa...
-Elegante?É você tem razão...fico bem assim!Olhe...(abre o sobretudo e me mostra)
-Nossa...o que é isso?
-Não seja boba,são explosivos...
-Você não tem medo que essas granadas explodam com você?Sei lá,vai se acontece uma acidente!
-Não...elas não explodem sozinhas.Não se preocupe.Eu sei com o que estou mexendo.Não sou um amador.Apenas amadores erram,e eu definitivamente não sou um!
-Eu não quero que você exploda.
- hahahahaha...oh,Deus...não se preocupe!Mesmo achando que só se conhece uma pessoa explodindo ela!Eu não estou afim de me conhecer...hahahaha...
-Como assim,só se conhece uma pessoa explodindo ela?
-Explodindo,quebrando ela em pedacinhos...como um quebra cabeça!Só assim,em pedaços,podemos conhecer uma pessoa realmente.As pessoas hoje em dia são muito falsas,artificiais...temos que "quebra-las" pra...ver se são realmente de verdade!
-É uma linha de pensamento meio sombria não acha?
-É nas sombras que descobrimos quem esta do nosso lado...
-Porque esta falando isso?
-Porque é na sombra que encontramos o nosso verdadeiro eu,por isso muitas pessoas tem medo do escuro.Isso indica que elas tem medo,de si mesmas.Pois no escuro,só se encontra "você" e "você".Nunca vi alguém acompanhado no escuro...nas trevas.
-Acho que acabamos de entrar em outra linha de pensamento escura!É melhor pararmos de...
-Não Lauren!Vamos continuar...me diga,você já se encontrou com o seu lado "sombrio",hum?Com o seu lado louco?Com o seu lado do qual fingiu não ver e não ter,durante sua vida inteira?
-E quem disse que eu tenho um lado sombrio?
-Todos nos temos um lado "mal","sombrio","escuro","louco'!
-E se um dia,digamos,por acaso,eu me encontrar com o meu lado louco,sombrio,e obscuro,o que eu devo fazer?
-Obdesça-o.Faça o que ele pedir.
-E se ele pedir que eu mate alguém?
-Mate.Não ouse desobedecer o seu verdadeiro eu.Eu não acho que as pessoas devem ser destruidas...mas as vezes não escolha,é necessario!Mas não mate por pura diversão!Não...não!Coisas divertidas,são boas vivas.Isso não uma regras,mas...se você um dia quiser matar alguém,tenha um motivo...
-E se eu tiver esse motivo?
-Então se pergunte: "Você daria a sua vida por esse motivo?"Se a resposta for sim,então,esse motivo vale uma vida...então mate!
-Jack...você já esta pronto?
-Oh sim!Tenho que ir,antes de ir pra biblioteca,devo passar em outros lugares!
-Outros lugares???
-É...outros lugares!
-Jack,leva o meu celular com você.(entrego á ele)
-Celular?Eu não uso isso,tome.
-Não!leve!Por favor,leve...e se acontecer alguma coisa ligue pra cá!
-Oh céus...mulheres!Mulheres!Sempre com essa mania de querer controlar os outros,e se preocupar!
-Leva por favor.
-Ok.Agora tenho que ir.

 Ele coloca o celular em um bolso,e sai porta á fora,olho pela janela e vejo ele pegar o meu carro.Ele segue em direção a NY.
Ao contrario do que ele pensa eu realmente não mandei o celular com ele apenas por preocupação.O meu celular tem um chip,e posso ratreá-lo onde ele estiver.Sim,eu vou rastrear o Jack,isso me informará sua localização nesta noite.

                                                                             ***

 Pego o caminho para NY,meia hora depois chego no centro da cidade,muitas luzes,a vida noturna por aqui é realmente muito aflorada.Paro o carro em uma rua mais ou menos movimentada,e saio andando pela noite.Está frio,alias,sempre esta frio por aqui,impressionante.Boates,cabares,casa de jogos,tudo muito brilhante!Mas na verdade esconde uma verdadeira mafia...
Tudo que brilha demais,tem um lado escuro escondido.Siga meu conselho...não busque verdade naqueles que te dizem apenas o que você quiser ouvir!E o que isso tem haver com NY?Bem,tudo!Eles te dão diversão,mas na verdade apenas estão te usando pelo dinheiro,e usando outras pessoas também.
Olho para as ruas,para os prédios,e tudo parece em ordem...mas o caos é gerado da ordem!Estamos á um passo,de fazer isso daqui virar um inferno.Não,não vou fazer isso sozinho!Batman já vem se encarregando disso á tempos!A ordem que hoje cala essa cidade,colocará essas pessoas civilizadas aos gritos!
Ouço a verdade gritando no meu ouvido,eu sinto que preciso mostrar o que de podre tem esse mundo!Começando por NY...
Esses sorrisos,esse fingimento de que esta "tudo bem"!Isso vai acabar...por que não "tudo bem".
Essa falsa ordem não leva ninguém a nada...a verdadeira ordem,é a ordem gerada do caos.
A anarquia...sim,a anarquia é chave.Sem lider,sem ninguém fingindo que manda.Pessoas morrem todos os dias pelas regras,pelas leias,que nem mesmo quem as fez segue.
Se Deus fosse anarquista,renegaria a propria existencia...
Não podemos fechar os olhos pra não ver que esse sistema nada mais é do que um emaranhado de hipocrisia,os lideres fingem que mandam,e as pessoas fingem que obdecem...e disso nasce uma falsa ordem,da qual eu tenho nojo.
O mundo precisa entender isso?Não...não precisa.O mundo sente isso na pele quando as pessoas morrem precisando das autoridades,e nenhum lider se levanta pra ajudar.Sabe porque?Porque o real poder não esta na mão dele...existe um verdeiro exercito por tras tentando comanda-lo.
Não quero que o mundo mude,só quero que ele assuma a sua real face...a sua verdadeira e cruel realidade.
Eu não sou um monstro,apenas sou avançado.
Ando um trecho até que chego em uma ponte,vejo as luzes refletindo no rio...e percebo o celular que a Lauren me deu vibrando em meu bolso.Retiro ele do meu bolso,e vejo uma chamada perdida.Não penso duas vezes,e taco o celular dentro do rio.Não preciso desse aparelho,não gosto de ser controlado...não vou suportar a Lauren me ligando feito uma maluca!
Ela sabe que estou bem,e isso basta.Vejo um senhor atravessando a ponte,e pergunto a hora.
-Hey velho,que horas são?Hora,consegue me ouvir?
-Você quer saber o horario?
-É.Que horas são?
-São...são...eu não enchergo nesse escuro meu rapaz!
-Droga...dá esse braço aqui!(puxo o braço do vejo e olho o horario,são quinze pras dez)
-Ai,meu braço esta machucando!
-Shit...caladinho vovo.Bonito relogio...me dê o relogio.
-Pegue o relogio mas não me machuque!!!(Retiro o relogio do pulso dele e libero o velho)
-Prontinho....agora vaza!
-Ok,não,não,não me machuca!

O velho sai apavorado,e eu pego caminho em rumo á Biblioteca nacional,logo chego e vejo que logo em frente tem uma cabine telefonica.Ligo para a policia de NY.
-Policia rodoviaria de Ny,boa noite em que...(diz a atendente)
-Vocês,você não vão acreditar...sei que voces tem alguma ligação com batman,pois em todo crime lá esta ele!Então,hoje,ele deve estar na biblioteca nacional,se não quiserem ver "toda a cultura" de NY virar cinzas.Ok?
-Quem você?Quem esta falando?Vamos te rastrear!
-Não sejam bobos,eu estou de um telefone publico!Hoje,á meia noite Batman,deve estar na Biblioteca nacional,ou tudo virará cinzas...e sim,isso é uma ameaça!!!hahaha!!!

Desligo o telefone,e vou direto para a porta da biblioteca,tem um vigilante na entrada.Ele tem as chaves...e é delas que eu preciso.
-Hey você...olá!Eu preciso entrar ai...
-Não abrimos á biblioteca a noite!Vá embora!
-UI..."Vá embora"...isso foi uma ordem?
-É foi sim!(ele coloca a mão em cima da arma que esta em sua cintura)
-Que bom,porque eu não sigo ordens...muito menos regras!
-Mas nos temos uma regra,o local só abre de "DIA"!
-De Dia...mas eu realmente tenho que entrar!(dou um passo a frente)
-Daqui você não passa!(me empurra)

Entramos em luta corpotal,e consigo tirar a arma dele,antes dele sacar.Chuto sua arma pra longe.E o ameaço com a faca.

-Hey...você não tem escolha agora!(encosto a faca em seu queixo)
-Não me machuque...(tremendo)
-Você esta com medo?hahaha...a arma era tudo que você tinha é?
-Não me mate.Pode entrar se quiser.Entre!
-E você?O que eu vou fazer com você?
-Não me mate!!!
-Shit...senta nessa cadeira,senta logo ai!!!

Forço ele a sentar em uma cadeira que esta na porta do local,pego uma corda dentro da minha sacola,e começo á amarra-lo.Ele esta sobre a mira da minha faca o tempo todo,por isso,acaba não resistindo á ser amarrado.
-Porque esta me amarrando???
-Shit...não grite!!!Prefere morrer?
-Não!Não me mate...por favor.
-Fecha essa boca,fecha essa boca!!!
-Hm...

Coloco uma fita na boca dele,ele fica sem conseguir falar,e além disso,claro,totalmente amarrado.Seguro sua cabeça,puxo pra tras,e dou-lhe um recado.
-Olha pra mim...hoje,a meia noite,Batman,você sabe quem é né...todo mundo sabe!O justiceiro e bla,bla,bla...Então,Batman,vai aparecer aqui,e provavelmente ele vai te soltar...mas antes disso,diga á ele,que eu,o Coringa,estou esperando ele lá dentro.Dentro da biblioteca,no centro...Você daria esse recadinho pra ele?Daria?...hahaha...
-Hm...Hm!!!(não consegue falar devido á fita)
-Acho que isso foi um sim!Nem tente escapar.

Pego o molho de chaves que esta em sua calça,e testo todas,até que uma abre a porta.Arrasto minha bolsa á dentro...
A biblioteca é realmente muito luxuosa,sabe-se lá quantas pessoas tiveram que morrer pra isso aqui ser o que é hoje.
Vou direto pra sala de leitura,onde estão todos os livros,e partilheiras.É muito papel pra pouca gasolina...mas estou previnido!hahaha...
Olho ao meu redor e vejo uma mesa de leitura,arrasto ela pro centro,e coloco minha bolsa,vejo um livro na mesa do lado,pego ele e começo á folear.Me levanto e vou procurar um livro que preste nas partilheiras.Romantico demais,chato demais,dramatico demais...livros bons são raros!Continuo procurando...procurando...olho no relogio e são vinte para a meia noite.Encontro um livro caido no corredor de uma das partilheiras.Pego o livro do chão,e vejo de dentro dele,cai uma pagina,uma folha só.Pego e vou até a mesa de leitura.Sento em cima da mesa,e começo a ler em pensamento.Percebo que o poema é bem tragico...

                                                                                  ***
Enquando isso Batman chega na porta da Biblioteca e encontra o guarda noturno amarrado.Batman arranca a fita que fecha a boca do homem.
-Quem fez isso com você?
-Ele,o palhaço,o...Coringa,ele...esta ai dentro!Ele esta te esperando!!!Ele me ameaçou com a faca,ele tirou a minha arma!
-Ok,ok,vou te desamarrar.(desamarra o vigilante)
-Ele esta na sala de leitura!
-Ok,eu cuido disso.Agora,vá embora!E não voute mais aqui hoje!Vá!!!
(Batman entra desconfiadamente no local)

                                                                                      ***
 Continuo minha leitura em silêncio até que ouço passos,olho no relogio,e percebo que falta 2 minutos para meia noite.Tenho a absoluta certeza que é Batman.Ironicamente,"ajeito" minha voz,e começo á ler o poema em voz alta.Aposto que Batman vai gostar...hahaha...

-
A girl and a boy, the best of friends. From elementary to high school from beginning to end.
(Uma menina e um menino,melhores amigos.Desda da escola,do começo ao fim)
Through all those years their friendship grew. They both felt the same, but neither knew.
(Atraves de todos os anos a amizade cresceu.Eles sentiam o mesmo,mas nem sabiam)
Each waking moment since the day they met. They both loved each other sunrise to sunset.
(Cada passo desdo dia em que se conheceram.Eles se amavam,desde o narcer até o por do sol)
He was all she had in her terrible life. He was the one who kept her from her knife.
(Ele era tudo que ela tinha em sua terrivel vida.Ele era o unico que a protegia da faca)

(Batman entra na sala,e eu o vejo,e permaneço sentado lendo o poema)

-She was his angel, she made him smile. Though life threw him curves, she made it all worth while.
(Ela era seu anjo,ela o fez sorrir.Apesar da vida ter suas curvas,ela fez tudo valer a pena)
Then one day things went terribly wrong. The next few weeks were like a very sad song.
(Então um dia as coisas deram terrivelmente errado.As semanas seguintes foram como uma canção muito triste)
He made her jealous on purpose he tried. When the girl asked, "Do you love her?" on purpose he lied.
(Ele tentou fazer ciumes de proposito á ela.Quando ela perguntou,"Você ama ela?" de proposito ele mentiu.)

-O que quer de mim?(Diz Batman me interrompendo,mas eu ignoro e continuo lendo)

-He played with jealousy like it was a game. Little did he know Things would never be the same.
(Ele brincou com o ciume com se fosse um jogo.Aos poucos ele descobriu que as coisas não seriam mais as mesmas)
His plan was working but he had no clue. How wrong things would go, the damage he would do.
(Seu plano estava funcionando,mas ele não tinha pistas.Como as coisas dariam errado,o dano que ele faria)
One night she broke down, feeling very alone. Just her and the blade, no one else home.
(Uma noite ela se extressou,ela se sentiu muito sozinha.Apenas ela e a lâmina,mas ninguém em casa)

-Não finja que não me ouviu.(sigo ignorando e interpretando o poema)

-She dialed his number, he answered, "Hello" She told him she loved him and hung up the phone.
(Ela discou o numero dele,e ele respondeu "Oi"Ela disse a ele que o amava e desligou o telefone em sua cara)
He raced to her house just a minute too late. Found her lying in blood, her heart had no rate.
(Ele correu até a casa dela apenas um minuto depois.Encontrou ela em uma posa de sangue,seu coração não tinha batimentos.)
Beside her was a note, in it her confession. Her love for this boy, her only obsession.
(Do lado dela tinha uma carta,e sua confissão.O amor por esse menino,sua unica obsessão.)

-Pare com isso.(Diz Batman já extressado)

- As he read the note, he knelt down and cried. Grabbed her knife, that night they both died.
(Ao ler a carta,ele ajoelhou e chorou.Pegou a faca...naquela noite os dois morreram)
She was found in his arms, both of them dead.
(Ela foi encontrada em seus bralos,ambos mortos)
Under her note his handwriting said: "I loved her so, she never knew. All this time I loved her too.

(Na carta que esta em baixo dela,estava escrito: "Eu amava muito ela,ela nunca soube.Todo esse tempo eu amava ela também.")

-Acabou?
-Não tente ser irônico,você não é.Gostou do poema?Eu achei frio...hein?Tragico né?Acabaram ambos mortos...
-Isso não me interessa.O que quer de mim?
- Está vendo esse relógio?É nele que eu conto os minutos pra fazer isso aqui virar cinzas.
-Não sei quem você é.Não sei o que quer de mim.Mas nada do que você planeja vai acontecer.
-Me chame de..."O Cara que você empurrou no tonel quimico!"É...ou melhor,me chame do que você acha que sou!
-Palhaço?
-Não.Um Coringa.Veja...(mostro á ele uma carta Coringa)
-O que você pretende?



************************************************************************************************************