<
Capit
ulo 5         
                 Hoje vou tirar a manhã para arrumar essa bagunça,eu não sou muito prendada,como diz a minha mãe,na verdade,odeio trabalho de casa...Eu creio que nas próximas semanas minha mãe vai aparecer por aqui,e eu não quero ouvir ela reclamando,reclamando...
Subo para arrumar o meu quarto,está pior que o quarto do Jack,tenho que arrumar isso.
Ora essa,que gritos são esses?Estão vindo da Janela!
Não penso duas vezes,e vou até a janela ver quem está gritando.
-Ah,não!!!São vocês???Vão embora!!!
-Lauren!!!Onde estão nossos relatorios?Temos que entregar hoje na faculdade!!!
-Eu já disse que não vou fazer relatorio nenhum pra vocês!!!
-E se ficarmos de DP?
-O problema é de vocês!!!
-Não podemos ficar de DP Lauren!!!
-Você tem que fazer nossos relatorios!
-E se eu não fazer?
-Nos te pegamos na faculdade!E acabamos com você!!!
-Vão embora me deixem em paz!!!

Eu girto da janela,mando eles embora,mas eles começam a jogar pedras,e chutam a porta do comodo de baixo.Uma das pedras,vem em direção á minha cabeça,mas acabo colocando a mão na frente,e acabo sendo ferida na mão.Eles me ameaçam mais um pouco,e logo depois saem.
Essa é a turma do Hugo,vivo sobre as ameaças deles desde que entrei na faculdade.Mas eles foram longe demais dessa vez.
Desço até a porta,coloco todos os sofás na porta,me escondo no quarto e ligo para o Jack.Estou com muita dor,minha mão não para de sangrar,o ferimento foi pior do que eu imaginava.
                                             ***
Recebi um telefonema desesperado da Lauren e corro para casa dela,pela sua voz,a coisa é séria.
Pego o meu carro e vou á mais de 100 por hora.
Chego e vejo a porta fechada e amassada,tento abir mas está trancada.Começo a gritar ela.
-Lauren!!!Abre a porta!!!

O que está acontecendo,será que ela está trancada lá dentro,e não me ouviu?Já que ela não abre a porta,o jeito é subir pelos canos da tubulação.Como já tenho experiencia nisso,consigo subir até a janela.E vejo Lauren dentro do quarto.
-Lauren!bre a logo essa janela!!!
- Jack!?!?
-Abre essa janela antes que eu me estatéli lá no chão!
-Ok,ok...espera!
-Que demora Lauren,o que você tem na mão?
-Pronto,abri,vem entra.
-Lauren...sua mão está sagrando???
-Sim está.Foram eles!Me acertaram ma pedra!!!
-"ELES" quem???Me explica isso direito!!!
-Tem 3 caras da faculdade,um deles é o Hugo,o filho do diretor e dono da faculdade.E eles,vinheram aqui me ameaçar,que se eu não fizesse o relatorio deles pra hoje á tarde,eles iriam acabar comigo!E eles vão,porque eu não fiz!(começa a chorar)
-Eles bateram em você???
-Não,eles jogaram pedra,e uma delas,acertou a minha mão,por isso está sangrando.
-Desgraçados!!!Eles não vão tocar em um fio de cabelo seu Lauren.
-Vai sim,você não sabe como eles são.Eles disseram,que hoje,vão acabar comigo!Eu não fiz o relatorio deles!!!
-E nem é pra fazer.
-Mas...mas...
-Não chora Lauren,pega um pano,coloca na sua mão.Limpa esse sangue.Confia em mim.Eles não vão tocar em você.
-Quem me garante isso?Quantas vezes eu já vi caras na frente da faculdade,esfaqueados,pela gangue deles,várias vezes Jack,um amigo meu,que se recusou á emprestar a moto pra eles,foi parar na UTI,eles pegaram ele,e bateram tanto,que ele teve as duas pernas quebradas!
-Até eu acho isso frio.Então eles são os valentões é?Vamos ver até onde a coragem deles vai.
-Jack,eles são piores do que você possa imaginar.
-Mas eu te garanto!Não vão te pegar!Olha,fica aqui trancada,e fica com "isso" aqui.
-Uma arma???
-Claro que é uma arma,se eles voltarem,você puxa o gatilho,sem dó nem piedade.
-Eu não vou ter coragem.
-Lembre-se do amigo que teve as duas pernas quebradas.A imagem dele sangrando no chão vai te dar forças pra puxar o gatilho.
-Me dê a arma...
-É assim que se fala.Fica aqui,eu já volto!


Que inferno!Eu tenho que fazer alguma coisa,eu,eu...não posso deixar que machuquem ele.Pego o carro mais uma vez,mas dessa vez,sigo em direção á faculdade.Já sei o que vou fazer.
Chegando lá,estaciono o carro no pátio,e sem rodeios vou direto pra sala do diretor.
-Você!
-Olá,em que posso ajudar?
-Você é o diretor certo?É bom que seja!
-Sim,sim,algum problema?
-Sim,seu filho!Seu filho e mais dois idiotas.Eles foram até a casa da minha...namorada...e machucaram ela.Chutaram a porta,jogaram pedra,ameaçaram ela.
-Oh céus,o Hugo de novo!De novo se envolvendo nessas coisas.
-Certo,e o que VOCÊ vai fazer?
-Quem é sua namorada?
-Lauren,o nome dela é Lauren.Uma garota de estátura média,cabelos castanhos,pele clara...
-Sim,sim,eu sei quem é.Espere um pouco.(pega algo na gaveta) É essa da foto né?
-É sim.Porque você tem uma foto dela?
-Achei nas coisas do Hugo.Ele é,meio,obssecado por ela.
-Obssecado???
-Acalme-se!Sim,obssecado,mas ela  nunca deu a mínima pra ele.Ai provavelmente,ele decidiu infernizar a vida dela.
-Tú tá de palhaçada.Então você já sabia que ele vinha ameaçando ela?
-Sim.
-E não fez,e nem vai fazer nada quanto á isso?
-Não.Não tenho NADA á fazer.Ela é bolsista,não pode ser transferida.E ele é meu filho.Esse caso não tem solução.(risos)
-Você está rindo?Acha isso engraçado?
-Sim,acho.E afinal,quem é você "palhaço"?
(pego minha faca)
-haha...eu sou alguém,que pode fazer essa faculdade ir á ruina.Posso fazer todaaaa,a sua grana virar cinzas.Eu sei de tudo que se passa por de tráz,dessa "faculdade".Sei que você conseguiu tudo isso de uma forma não muito limpa.hahaha...Porque está tão sério agora?Não achou engraçado o que eu te disse?Hum?Não?
-Quem te contou?Como você sabe dessas coisas?
-Hm,digamos que eu tenho,contatos.
-A faculdade é tudo que eu tenho.Não me entregue.Quanto você quer?O que quer que eu faça?Quer que eu mate o meu filho?É isso?
-Não.Eu quero...entrada livre na faculdade.Quero poder ter o direito,de entrar e sair quanto eu quiser.E também de entrar nas salas caso precise.
-Porque quer isso?
-Preciso proteger a Lauren.
- Só isso?
-Por enquanto sim.
- Você pode usar esse cracha de professor.Estamos sem o professor de quimica.Você pode entrar no lugar dele.É a unica maneira de ter passe livre na faculdade.
-Quimica?!Ah...gosto disso.Me dê logo esse cracha,anda!Deixe me ver,professor substituto...é,isso serve.Com licença,lixo!Eu vou,mas eu volto.

Guardo minha faca,e saio da sala deixando o cara aterrorizado.Eles sabe que eu sei demais.Agora vou direto para casa de Lauren,onde á encontro bem.Ficamos em seu quarto,comendo o que tinha na geladeira.Não seria seguro pra ela,sair pra comprar comida.
-Sabe...eu pensei que eles iriam me matar.
-Não se preocupe com isso.
-E já está chegando a hora de eu ir pra faculdade.Eu tenho que me arrumar.
-Pode ir se arrumar,eu lavo os pratos.
-Onde você tinha ido?
- Não preocupe Lauren.Vá se arrumar.E tira essa expressão de desespero do rosto,por favor.


Lauren se arruma,e eu deixo ela ir sozinha pra faculdade.Ao menos ela acha que eu deixei.

                                                ***

Apesar de estar em  segurança no carro,não consigo me sentir segura.Cada quilometro que percorro até a faculdade faz o meu medo aumentar.E se o Hugo estiver lá pra me pegar...Oh,meu deus,eu estou desesperada por dentro.
Chego na faculdade,desço do carro agarro forte nos meus livros.Eu não consigo nem olhar para os lados.Sabe aquela sensação de que tem alguém te seguindo?Então,eu estou sentindo essa sensação agora!!!Eu aperto o passo,e ouço alguém andando rapido a tras de mim.Tem alguém atrás de mim!!!Sinto alguém me puxar e grito.
-Shiii Lauren!Não grita!
- JACK???Eu pensei que fosse o Hugo correndo atras de mim.Ai,ai....que susto.
-Olha pra você,está desesperada.Eu estou aqui Lauren.

Tento passar alguma segunça para ela,abraço ela,tento acalmar.
-Mas você não pode ficar aqui comigo.
-Eu posso sim.Veja!Eu tenho um cracha.
-Como conseguiu isso?
-Isso é detalhe.O que importa é que eu estou aqui,e vou te proteger.
-Obrigado Jack,eu,eu...
-Não precisa agradecer,afinal,faço isso porque gosto de você.Faço qualquer coisa pra te ver bem.
-Jack...você percebeu como o tempo fechou?
-É parece que vai chover.Acabei de sentir um pingo de chuva caindo em mim.Melhor entrarmos.
-Vamos ficar ali,no patio mesmo.

Ficamos no pátio,e do nada,o dia pareceu virar noite.Está ventando,muitos raios,trovoes,compõe a melodia.OLho para a frente e vejo 3 rapazes chegando.Aposto que são eles.
-Lauren,aqueles,são eles?
-Sim.
-Eu vou lá.
-Jack não me deixa aqui sozinha!
-Venha junto então.

Sigo até o gramado,proximo ao portão do campus,e olhando pra eles cruzo os braços,Lauren está atrás de mim.
-Olha quem está aqui!Lauren!E...quem é esse cara mesmo?
-Não conhecemos não Hugo!
-Mas ele tem um cracha!
-Não me lembro desse rosto.Mas seja quem for,saia da minha frente.Pois tenho um assunto á resolver,com a garota que esta ai,atras de você.Trouxe nosso relatorio Lauren???
-Ela não trouxe relatorio nenhum.
-Cara,sai da minha frente.
-Eu não saio.

Enquanto Hugo e eu discutimos,ouço um funcionario colocando todos pra dentro,pois um tornado se aproxima em alta velocidade.
-Lauren,corre.(digo calmamente para Lauren)
-Entendi.(Ela Corre para dentro)
-Hey,onde ela pensa que vai?
-Hugo,eu ouvi falar em um tornado!Tem um tornado vindo pra cá!(diz um dos amigos de Hugo)
-Eu adoraria acabar com você,palhaço,mas tem um tornado vindo por ai!Fica pra outro dia!(diz Hugo sinicamente)
-Ah,é mesmo?
-Vamos correr gente,a ventania já tá forte!
-Vocês não vão "correr".
- Acha o que?Que vamos ficar aqui e ser levados pelo tornado???SAI DA NOSSA FRENTE!!!
-Vocês não vão poder correr.Pois pra correr,precisam das pernas.
-O que é palhaço,eu tenho duas!!!HAHAHa!!!
-Agora não tem mais!

Retiro dois revolveres com silenciador da manga,e atiro contra a perna de cada um dos três.Tenho boa mira,e acerto em cheio.Eles caem,o Hugo ainda tenta correr,mas acerto ele mesmo assim antes que eles consiga fugir.Feridos se arrastam pela grama.A ventania começa a ficar forte,e a chuva cai sem parar.Isso é sinal de que o tornado já se aproxima.
Corro pra dentro e encontro Lauren desesperada.
-Jack!Você está bem???Eu pensei que tinha te perdido!
-Calma,calma,eu to aqui!!!
-Você está todo molhado.Não está com frio???
-Não Lauren.
-Jack,o pessoal conseguiu acessar a internet,e viram que o tornado é muito violento,eles está destruindo tudo por onde passa.E o pior,a faculdade,está na roda do tornado!Agente pode morrer Jack!!!
-Lauren,agente tem que fugir,é o unico jeito!Vem,vamos pegar o seu carro,e dirigir pra fora da rota do tornado.Ficar pode ser letal.
 

Cato a mão de Lauren,e puxo no meio da multidão que se agromera dentro do local.Com difilculdade conseguimos sair do campus.
-Jack!Tá chuvendo demais!!!E esse vento!!!
-Segura forte na minha mão,já estamos chegando no carro!
-AHHH!!!Jack!!!É o Hugo,aliii,no chão!!!Ele está se arrastando!!!O que aconteceu com eles???
-Justiça!!!Entra logo nesse carro!Entra Lauren!!!Entra!!!

Morrer vitima de um tornado,realmente,não está nos meus planos.Me desespero um pouco quando vejo pelo retrovissor,uma nuvem negra,que indica que o tornado já está muito perto de nos.
Eu piso fundo no acelerador,um dos parceiros do infeliz do Hugo,sei lá como,entra na frente do carro,e tenta impedir nossa saida.Não penso duas vezes e mando bala.
-Jack!!!Você matou ele!!!???
-Lauten,coloca logo esse cinto!!!Esquece esses desgraçados!

Eu saio atropelando tudo,acelero sem dó.E o pior estamos na rota do tornado.Droga!!!Precisamos encontrar um lugar seguro,mas está muito escuro,chuvendo demais,tudo parece muito estranho,não consigo reconhecer os lugares.O desespero é tanto que até esqueço que a gasolina está acabando.Ou seja,não temos combustivel pra ficar rodando,temos que achar um local seguro urgente.Paro pra pensar,até que lembro do lugar onde eu e os caras da mafia usamos para nossas reunioes.Lá tem um porão subterranio,e provavelmente não será rota do tornado.
Rodamos mais alguns quilometros e poucos metros do local,a gasolina acaba.
-Jack,o carro desligou porque???
-Gasolina!Acabou a gasolina!!!
-Ai meu Deus!!!Porquê você não encheu o tanque???
-Eu não sabia que ia ter um tornado atrás da gente!!!
-Desculpa...e agora???
-Te entedo,eu também ficaria estressado ao lado de maluco no volante e fugindo de um tornado.Mas agora,temos que encarar a chuva,o lugar onde vamos ficar,é alguns metros daqui.Vem,vem logo!
-Tá chuvendo demais!!!
-Vem logo Lauren!!!

Puxo Lauren na marra do carro,e pegamos um caminho á chuva e o vento até chegar ao apartamento abandonado,onde entramos e se escondemos no comodo subterraneo.Agora estamos seguros...seguros.